Deputado Gabriel se reúne com secretário da Educação para tratar sobre o ano letivo

06/05/2020

Foto: Galileu Oldenburg

O deputado estadual Gabriel Souza (MDB) se reuniu nesta tarde, 6 de maio, com o secretário estadual de Educação, Faisal Karam, em Porto Alegre, para debater as ações da pasta diante da pandemia de Covid-19. Com as aulas suspensas desde o dia 19 de março, a preocupação do deputado é como o Governo do Estado está se planejando para oferecer as atividades escolares de forma remota e garantir o ano letivo dos estudantes gaúchos.

A reunião ocorreu um dia após a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovar a admissibilidade do projeto de lei do parlamentar que estabelece o prazo de 10 dias, após sancionado, para que o governo do Estado apresente um planejamento para o ano letivo das escolas estaduais. Durante cerca de duas horas, o parlamentar apresentou ao secretário e à equipe técnica que acompanhou a reunião suas dúvidas e sugestões que podem integrar o planejamento da Seduc para cerca de 800 mil alunos da rede pública de ensino.

“A utilização de um aplicativo ou de uma plataforma para acesso remoto e subsidiar a Internet, através da distribuição de um chip aos estudantes de baixa renda, são algumas das iniciativas que acredito que possam integrar esse plano”, elencou Souza. O deputado disse ainda que irá sugerir à Assembleia Legislativa que parte do valor do duodécimo devolvido ao Executivo estadual seja destinado à educação.

Gabriel, que é membro da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, já havia feito um pedido de informações ao Governo do Estado com questionamentos sobre a garantia do ano letivo. Durante o encontro de hoje, o parlamentar acrescentou novas perguntas, que serão respondidas juntamente com o pedido de informações. O prazo para que a Seduc encaminhe a nota técnica com as respostas é 14 de maio.

O secretário Faisal informou que na nota técnica estará contemplado também o objeto do projeto apresentado pelo deputado, que é justamente o planejamento do ano letivo, com a elaboração de um método de educação remota, efetivo e de acesso universal a todos os alunos da rede estadual. A secretária-adjunta, Ivana Genro Flores, e o diretor Pedagógico da Seduc, Roberval Angelo Furtado.

COMPARTILHE: