Primeiras castrações são realizadas com recursos do Nota Fiscal Gaúcha

28/06/2018

Segunda colocada no primeiro trimestre do programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG), a ONG dos Peludos, de Farroupilha, realizou nesta quinta-feira (28) a primeira castração com os recursos oriundos do Nota Fiscal Gaúcha (NFG). Branca, jovem, mas sem idade confirmada. Sem moradia fixa, mas pertecente ao bairro industrial do município. Essa é a primeira cachorra a ser castrada com recursos do programa. 

A entidade realizou o cadastro da população e dos animais que estão em áreas de vulnerabilidade social e, a partir disso, estabeceleu a ordem de prioridade para castração. A protetora Arlene Schinestzki conta que foi feita tomada de preço com diversas clínicas para encontrar o melhor custo-benefício para realização dos procedimentos. “Exigimos que a castração fosse realizada cumprindo alguns protocolos como a microchipagem, a medicação do pós-operatório e o transporte para levar e buscar os animais”, detalha. Arlene explica que a prioridade são fêmeas,  felinos e caninos.

A ação é possível graças ao trabalho e articulação do deputado estadual Gabriel Souza (MDB), junto ao governo estadual, que garantiu R$ 1 milhão do orçamento do Estado para as entidades de proteção animal através do Nota Fiscal Gaúcha. A partir deste ano, as ONGs podem ser indicadas pelo cidadão para receber recursos e contribuir com o trabalho desenvolvido. “Receber o retorno das protetoras, da efetivação deste nosso projeto, é a maior recompensa para quem se dedica à causa”, comemora Gabriel.

Arlene tem o mesmo sentimento e acrescenta que a inclusão das entidades traz também alívio. “Agora, temos a certeza de que tudo que fazemos em direção ao nosso objetivo retorna, de alguma forma, positivamente”, destaca a protetora. Segundo ela, dezenas de cães e gatos poderão ser castrados com estes primeiros recursos e o objetivo é seguir a mobilização para continuar sendo indicada pela população.

COMPARTILHE: