Sírio-Libanês apresenta diagnóstico do Hospital Tramandaí

Consultoria em gestão foi realizada durante três meses na instituição

31/01/2020

Secretária Arita Bergman reforça que o objetivo da consultoria é o fortalecimento do Hospital | Foto: Marluci Stein

O deputado Gabriel Souza participou nesta sexta-feira, 31 de janeiro, da apresentação dos resultados da consultoria em gestão realizada pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, no Hospital Tramandaí. Durante três meses, os profissionais trabalharam no diagnóstico que resultará em um plano de ação para a instituição – referência em atendimento no Litoral Norte.

De acordo com a secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, o principal objetivo desta consultoria é o fortalecimento do Hospital Tramandaí. “Aquilo que o diagnóstico nos apontar para um futuro plano, em conjunto vamos verificar o que será melhor para essa região. Queremos que o recurso público se transforme em entregas concretas e com qualidade para o cidadão”, pontuou.

A secretária também destacou o comprometimento e postura do deputado Gabriel nos temas relacionados à saúde. “Não posso deixar de fazer referência ao deputado Gabriel que tem apoiado todas as iniciativas da área da saúde, não só de Tramandaí, mas do Rio Grande do Sul como um todo”, reconheceu.

Apresentação do diagnóstico do Hospital Sírio-Libanês também contou com representantes da Secretaria Estadual de Saúde e da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas | Foto: Marluci Stein

A coordenadora do grupo que esteve por três meses dentro da instituição, Carina Pires, reforçou que a equipe se envolveu diretamente com a rotina hospitalar, em Tramandaí, analisando dados para retratar a atual situação da instituição em relação a orçamento, estrutura física, recursos humanos, equipamentos, produção, condutas de trabalho e outras questões gerenciais. “De outubro a dezembro estivemos dentro do hospital para entender a dinâmica, os processos e levantar os pontos de melhoria que seriam necessários”, explicou.

Resultados

Entre os principais pontos críticos apresentados pelos consultores do Sírio-Libanês está a questão estrutural do Hospital. Segundo eles, existe a necessidade atualização de infraestrutura civil, elétrica, de Tecnologia da Informação e de refrigeração, além da criação de sistemas e processos para acompanhar as manutenções e o desenvolvimento do processo de engenharia. trouxeram recomendações no sentido de adequações do quadro de profissionais, mudanças no modelo de gestão e formas de retenção de médicos especialistas.

Por outro lado, a consultoria confirmou os pontos fortes da instituição, considerada por eles como o hospital mais importante da região pelos seus equipamentos, modelo de contratos de prestação de serviços adequado e finanças equilibradas.

Deputado Gabriel reforçou o incremento de R$ 6 milhões no orçamento anual da instituição para investimento em melhorias estruturais | Foto: Marluci Stein

Após a apresentação, o deputado Gabriel Souza, também representando a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, salientou que o principal problema da instituição não é assistencial, mas sim de infraestrutura. “Esta pesquisa só reforça o que venho falando, o hospital tem uma qualidade assistencial muito grande e um orçamento que foi melhorado significativamente também por meio da nossa articulação”, concluiu, lembrando o incremento anual de R$ 6 milhões para melhorias estruturais e adequações prediais do hospital.

Plano de Ação

A partir dos resultados apresentados, a equipe se reunirá novamente para formular um plano de ação com metas a curto, longo e médio prazos. O plano deverá ser apresentado em março e contará com o monitoramento da equipe do Sírio-Libanês por mais seis meses após a implementação.